COMO SÃO FEITOS OS VINHOS ROSES

ImagemA escolha de um vinho rosé é sugestão clássica de verão, pela leveza e flexibilidade gastronômica que permitem sua combinação com pratos igualmente típicos de climas quentes, menos pesados e com preparações mais simples e diretas.

Os rosés, desde sua produção, podem transitar entre os mundos de brancos e tintos. De maneira simples, podemos dizer que majoritariamente as regiões de clima mais ameno fazem seus rosados de um modo similar á vinificação de brancos. Regiões de climas mais quentes fazem seus rosés como se fossem tintos com um “final precoce”.

Para uma rápida imagem mental, um vinho rosé típico deverá básicamente conter, bem perceptíveis, os seguintes elementos:

  • Coloração entre o salmão e o rosa, nos mais intensos beirando o acerejado
  • Aromas de frutas (cerejas, framboesas, morangos ou ainda pêssegos, cítricos) e flores
  • Ter paladar fresco, com acidez boa (deixando grande salivação), corpo leve, frutado e ás vezes com discreta sensação de doçura (possuem de 2 a 2,5 vezes mais açúcar residual do que tintos secos).

A MATÉRIA-PRIMA

Se faz rosés de qualquer uva que tenha casca escura, as tradicionais uvas tintas, sendo mais delicados e elegantes os produzidos à partir de castas menos tânicas, como a Grenache e a Cinsault, típicas da Provence, fonte maior de vinhos rosados na França (a Syrah também participa de muitos cortes dando tons mais escuros e robustez).

Uvas como Syrah e Cabernet Sauvignon podem gerar rosés mais escuros, com aromas de frutas também mais potentes e deixando um leve rastro de percepção dos taninos, dos quais são ricos. Outras variedades como a Malbec ou Merlot podem proporcionar, dependendo do estilo de vinificação adotado, um estilo intermediário.

ROSÉS QUE SE ASSEMELHAM A BRANCOS: PRENSAGEM DIRETA

Mais do que uma escolha pessoal de um enólogo, o processo de elaboração de um rosé de “prensagem direta”, que trata os rosados como brancos, se dá em função das variedades de uvas disponíveis e principalmente de seus potenciais de amadurecimento.

Através da curva de maturidade de uma uva ainda nos vinhedos, podemos prever os seus potenciais aromáticos. Uma uva madura pode oferecer aromas que são descritos como de “fruta fresca”. As uvas podem ficar mais tempo até serem colhidas entrando na etapa de sobrematuração, que gera as notas de “fruta madura” beirando a geléia, às custas de uma perda de acidez que não interessa muito aos produtores de rosés (mas aos tintos “da moda”, sim).

Na prensagem direta se busca a obtenção de um suco límpido (de extração delicada de componentes das cascas), a baixas temperaturas, garantindo as sensaçoes finais de frescor.

Importante: se prensam delicadamente as uvas antes que fermentem!

ROSÉS PARECIDOS COM TINTOS: A SANGRIA

A sangria, como diz o nome, vem da retirada de um suco de uma cuba, que é apenas parcialmente macerado (maceração é o contato do suco com as cascas e outras matéris sólidas do cacho). O suco que permanece até o fim do processo de fermentação se transformará num vinho tinto. Então a sangria não é um processo específico de elaboração de rosés, mas sim do aproveitamento de um componente intermediário da feitura de vinhos tintos ( vinho rosado não passa de um “sub-produto”).

Aqui as uvas já estão em fase de fermentação, quando se extrai o suco para os rosés.

RESUMO DE ESTILOS:

  • Prensagem direta: coloração mais tênue e preservação de aromas primários, ou seja, ligados somente ás castas e não á vinificação
  • Sangria: aumento da intensidade de cor e aromas secundários (derivados da fermentação)

Nos reunimos desta vez no restaurante “La Recoleta Parrilla”, para a degustação às cegas de treze vinhos disponíveis no mercado. Espero que os resultados, a serem publicados em breve,  possam trazer um bom e útil julgamento sobre a tipicidade e aceitabilidade destes diversos vinhos.

Saúde!!

Por André Logaldi

Eu sou 1 dos 7.

2 comentários Adicione o seu

  1. Lindo texto Andre!!! Parabéns

    Curtir

    1. André Logaldi disse:

      Obrigado, Gabriela!! Por enquanto eu escrevo melhor do que degusto!! rsrs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s